Dicas para resgatar o desejo sexual no casamento: sim é possível!

August 9, 2016

 

O casamento não precisa ser o fim do sexo, como muitas pessoas acreditam. É possível ter uma vida sexual movimentada mesmo em relações de longo prazo e com compromissos e responsabilidades. É claro que é preciso ter uma atenção e dedicação diferentes para esta fase do relacionamento.

 

No início de qualquer relação, como no início de qualquer nova atividade na vida, tudo é diferente , o que mantém a curiosidade e a disposição sexual em alta. Nesta fase inicial muitos casais costumam ter uma alta frequência de atividade sexual, que tende a estabilizar com o passar do tempo. Isto acontece porque cada pessoa tem uma necessidade de frequência de relação sexual diferente e, quando a relação se mantém estável é esperado que cada parceiro entre em sua zona de conforto. 

 

De forma geral, é preciso olhar com atenção para si próprio e para a parceria e perceber se a diminuição do desejo sexual é normal por conta do tempo de relação ou se há algum outro problema atrapalhando. As causas podem ser tanto físicas (ex. problemas hormonais) quanto emocionais (por exemplo estresse, fadiga, ressentimentos). A rotina estressante e corrida costuma ser um foco importante no tratamento das queixas sexuais. Veja algumas dicas para melhorar o dia-a-dia e assim ambos parceiros poderem relaxar mais e estar mais dispostos para o sexo:

 

Continue namorando: Muitas vezes, ao assumir o papel de casados, o casal deixa de fazer atividades e praticar atitudes que tinham ao namorar. O que vocês gostavam de fazer a dois quando namoravam? Será possível resgatar ou adaptar estas atividades para os dias de hoje? Que tal começar organizando a rotina e abrindo um espaço na agenda para os dois?

 

Tranque a porta: Privacidade é fundamental. Mesmo casais com filhos, em que a casa é compartilhada por todos, precisam ter  espaço e tempo próprios. Sexo precisa de tempo, de clima, de segurança de que a porta não vai abrir a qualquer momento. Não deixe o sexo sempre como última opção do dia. Sim, é um desafio. Mas vai valer a pena.

 

Divida as obrigações: Contas, tarefas, cuidados com os filhos, compromissos profissionais, etc. fazem parte da vida. Contudo conversar sobre isso o tempo todo torna a rotina chata e as conversas do casal superficiais. Como dá para ter desejo e vontade de ficar junto desse jeito? Tenham uma conversa franca sobre o papel e responsabilidades de cada um nas contas, nos cuidados com os filhos e no que for relevante para que trabalhem em equipe. Novamente: trabalhem brechas na agenda para ficarem juntos, viajar, sair, se divertir. 

 

Cultive a individualidade: Não esqueça que é preciso ser "um" também. Prazeres individuais, interesses pessoais, atividades privadas fazem parte da individualidade de cada um e enriquecem os assuntos e convivência. Cuide de si, do corpo, da cabeça e da alma.

 

É preciso querer melhorar: parar de reclamar e buscar soluções a dois. Contudo, se o casal não está conseguindo por si só é o caso de buscar ajuda especializada. Vamos lembrar que a perda do desejo sexual pode ter muitas causas. Um especialista vai poder orientá-los sobre a melhor abordagem ao problema. 

Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square